Se Nossa Senhora do Perpétuo Socorro chegou primeiro, como pode São Mateus ser o padroeiro de Córrego? Esse foi o questionamento de um dos descendentes da família Oliveira, família esta que foi uma das primeiras a habitar em nossa comunidade.


Ao ver diversas publicações sobre a festa de São Mateus, Gutemberg, mais conhecido como Tita de Otacílio, reuniu documentos oficiais para provar que Nossa Senhora do Perpétuo Socorro era quem deveria ser homenageada como padroeira e não São Mateus. Segundo ele, a primeira capela foi construída em homenagem a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro na década de 50 e São Mateus chegou muito depois.

A CARTA
Diante as postagens do Esse é o Córrego, recebemos uma carta, escrita por Gutemberg, com o seguinte teor:

"Igreja de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Você sabia que a igreja de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro foi construída no ano de 1951, pela família de Luiz Francisco de Oliveira, meu avô, e pela comissão: Luiz Francisco de Oliveira, Robério Xavier do Nascimento, Oliete Oliveira, Josefa de Oliveira Xavier, Terezinha Gomes de Oliveira, Maria de Lourdes de Brito e a comunidade? No dia 13 de janeiro de 1953, houve a bênção solene do sino e da imagem de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, padroeira desta povoação, na presença do bispo da época e que foi entregue a comunidade. Em 1954, foi registrado o terreno onde está situada a igreja de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. O mesmo terreno foi doado por um dos fiéis que fez questão de dar de presente à padroeira... Hoje a igreja de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro pertence a paróquia de Nossa Senhora da Conceição em Serra Caiada, desde 1960, conforme documentos, e não como dizem que a mesma pertence a família Oliveira. Portanto, quero deixar bem claro que a padroeira de Córrego de São Mateus, até os dias de hoje é Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Desde janeiro de 1953, na época a comunidade aceitou a mesma como a única padroeira".

Segue abaixo a carta enviada por Gutemberg e o documento de doação do terreno.
Carta de Gutemberg

Documento de doação do terreno para a igreja de
Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Gutemberg é filho de Otacílio que era filho de Zé Francisco que era cunhado de Robério que construiu a igreja para pagar um voto.

Postar um comentário

 
Top