BOA SAÚDE - A Aldeia Mopebu

Na época do Brasil colônia, em 1630, o aldeamento Mopebu, termo indígena que significa rastro grande e desconhecido, era um dos mais populosos do litoral da Capitania do Rio Grande. Com a dominação holandesa que durou 21 anos, de 1633 a l654, a capitania perdeu parte da sua população em massacres como os de Ferreiro Torto em Macaiba, Cunhaú em Canguaretama e Uruaçu em São Gonçalo do Amarante. Teve, ainda, sua agricultura devastada e a sua criação de gado destruída.

Vila de São José do Mipibu
Com a expulsão dos holandeses, e restabelecido o domínio português, começou a recuperação da capitania, sendo concedidas “terras no rumo sul e oeste, Potengi, Mipibu e Cunhaú, para incentivar o repovoamento e a volta aos trabalhos normais...” (Suassuna e Mariz, 1997, p. 97).

Reiniciado o processo de colonização, ocorreu a expansão do povoamento e a sua interiorização, tendo contribuído para isto, por um lado, o crescimento da atividade pastoril e, por outro, a necessidade de reprimir os índios após as rebeliões e, ao mesmo tempo, capturá-los para o trabalho na agricultura.

A Aldeia de Mipibu, na segunda metade do século XVIII, apresentava-se com um certo rítimo de crescimento e no dia 22 de fevereiro de l762 foi elevada à categoria de Vila de São José do Rio Grande, sendo a quarta fundada na capitania. Juridicamente o seu território tinha como limites: “ Toda a Freguesia antigamente chamada do Papary e então de Nossa Senhora do Ó de Sant’Ana, a qual confinava com a costa do mar de norte a leste, com a freguesia de Goianinha por sul, servindo de divisão o rio Trahiry, desde o lugar em que nele entra o riacho dos Tremedaes até o nascimento do mesmo que vem do sertão; e da parte do oeste até norte; determinando-se que as fazendas que ficassem às margens do Rio Trairy e que tivessem terras de um e outro lado do dito rio, ainda que ficassem em diversas paróquias, fossem também da jurisdição temporal da vila novamente criada” (Barbalho, 1961, p. 66).

A ocupação da capitania foi intensificada no início do século XVIII, a partir da criação de gado. As primeiras fazendas se fixaram no agreste, próximo das terras ocupadas com a cana de açúcar, para, em seguida, se expandirem, iniciando o povoamento do sertão.

No final da metade do século XIX, a Vila de São José do Rio Grande apresentava sinais de progresso na agricultura e no comércio, além do aumento da sua população. Em 16 de outubro de 1845, foi elevada à categoria de cidade, com a denominação de São José de Mipibu. Foi naquele século que o Brasil passou por grandes transformações de natureza político-administrativa. Tornou-se independente em 1822 e se transformou em república no ano de 1889.

Página 25

O texto foi extraído do livro Boa Saúde: Origem e história escrito por José Alai e Maria de Deus. Algumas imagens são dos blogs que José Alai mantinha. O objetivo dessa postagem é tão somente conservar nossa história.

Postar um comentário

 
Top