O Carnaval em Boa Saúde

Por ocasião do carnaval, em Boa Saúde, realizavam-se bailes, ao som da sanfona de Dioclécio, e a brincadeira do entrudo, na qual as pessoas molhavam umas as outras, dando verdadeiros banhos, e quanto mais de surpresa, mais engraçado. Grupos de “papangu” mascarados percorriam as ruas, ocasião em que os homens se vestiam de mulher. Como não existia batucada, nem charanga, as marchinhas eram acompanhadas batendo-se em latas. Maria Júlio era uma das pessoas que gostava de animar o carnaval. Num determinado ano organizou um bloco, o Riso da Noite, que chegou a ganhar um concurso.

Página 84


O texto foi extraído do livro Boa Saúde: Origem e história escrito por José Alai e Maria de Deus. Algumas imagens são dos blogs que José Alai mantinha. O objetivo dessa postagem é tão somente conservar nossa história.

Postar um comentário

 
Top