Versejando sobre a minha terra
Por Sara Maria


Casa de Joaquim de Oliveira
Essa terra é diferente,
Ela é bastante quente,
Tem um povo divertido,
Tem muita boa gente,
Que gosta de se entreter,
Com internet, rádio ou tevê,
E quando vem um circo,
Todos correm pra ver,

Agora eu faço um verso,
Pra os que serão adultos,
Como é linda essa juventude,
Com toda essa virtude,
Luta pelos direitos,
Vai atrás dos seus sonhos,
E tem toda uma atitude.

O ser humano destrói
As árvores aqui da mata.
Como querem um ar puro
Se só sabem destruir a mata?
O homem é obscuro,
Não tem um belo futuro,
Pois fica destruindo tudo.

Nossa linda região.
Não é muito diferente.
Mas tem gente exigente,
Com um engraçado sotaque.
Não tem um grande destaque.
Alguns vivem numa boa.
Tem até quem vive na lagoa.

Postar um comentário

 
Top