Primeiro Prefeito Constitucional de Boa Saúde

Mandato: 01.02.1955 a 31.01.1960

O primeiro prefeito constitucional do município de Januário Cicco, foi o Senhor Manoel Teixeira de Souza, eleito no dia 03/10/1954, pelo Partido Social Democrático, para um mandato de cinco anos, tendo como Vice-Prefeito o Senhor José Batista Xavier, do Distrito de Lagoa Salgada.

Manoel Teixeira de Souza
(Nezinho de Souza)
A posse do Senhor Manoel Teixeira de Souza, conhecido como Nezinho, no exercício do cargo de Prefeito Municipal de Januário Cicco, ocorreu no dia 01/02/1955, pelas nove horas, na Prefeitura de Januário Cicco, em solenidade à qual compareceu numerosa assistência e foi presidida pelo Juiz Eleitoral da 5ª Zona, Dr. Raimundo de Azevedo Morais Filho, que, depois de proceder a posse dos vereadores recém eleitos, realizou a eleição da mesa da Câmara Municipal ,que obteve o seguinte resultado: 1º Vice-Presidente Juvenal Osmar de Andrade, para 2º Vice-Presidente Antônio Augusto de Souza, 1º Secretário Robério Xavier do Nascimento e 2º Secretário Aliete de Medeiros Paiva. Após a eleição da mesa, foi nomeada uma comissão de vereadores, que introduziu no recinto o Senhor Manoel Teixeira de Souza, primeiro prefeito eleito do Município de Januário Cicco, que, depois de prestar o compromisso exigido por lei, foi empossado e assumiu a administração municipal.

Antes do enceramento da solenidade foi facultada a palavra. Dentre outras, foram ouvidas as seguintes pessoas, que se pronunciaram a respeito do acontecimento: Deputado Estadual Arnaldo Barbalho Simonett , Senhor José Calazans e o Vereador Antônio Augusto de Souza.

A realidade do município, naquela época, segundo informações contidas na Enciclopédia dos Municípios Brasileiros- 1960, era a seguinte:
- A população estimada, em l956, era de cerca de 8.000 habitantes, dos quais 70% residiam na zona rural. 
- A agricultura, em l955, apresentava o seguinte desempenho: foram produzidas 560 toneladas de algodão; 465 toneladas de mandioca; 6.000 sacas de milho; 4.000 sacas de fava e 1.140 sacas de feijão.
- A pecuária apresentava os seguintes rebanhos: 8.500 bovinos, 1.000 suínos, 1.200 ovinos , 1.300 caprinos e 1.600 equinos, asininos e muares.
- Número de estabelecimentos comerciais, em 1957: 32.
- Percentual estimado de pessoas alfabetizadas: 15%
- Total de escolas primárias, em l956: 17.

Vale salientar que nos dados apresentados estão contidos quantitativos relativos a Lagoa Salgada, naquela época pertencente ao município de Januário Cicco.
A administração do primeiro prefeito eleito se iniciou com a tomada de providências, com vistas à instalação da Câmara Municipal de Vereadores. Foi realizada a adequação de um prédio, bem como a aquisição de móveis e utensílios para o funcionamento.

O fornecimento de energia elétrica foi mantido na cidade e no povoado de Lagoa Salgada, gerada através de motores a óleo diesel, de manutenção difícil e onerosa para as finanças do município.

Foram criadas 05 escolas municipais, nos sítios de Xique – Xique, Braz, Poço Comprido, Cacimba de Baixo e Palmatória, tendo como local de funcionamento a residência dos professores, que eram pagos com recursos da arrecadação municipal.

Na área de saúde: os doentes carentes eram encaminhados para atendimento através de um prático de farmácia e fornecimento de medicamentos gratuitos.

Foi adquirido um veículo, que fazia o transporte de pessoas doentes para tratamento de saúde em hospitais de Natal e que atendia, também, às demais necessidades de transporte da prefeitura.

Foi realizado o calçamento da Rua Heronides Câmara, uma das principais da cidade, que ficava intransitável após cada chuva pesada. Foi construído o cemitério de Córrego de São Mateus.

Naquela época, o município contava, apenas, com estradas municipais, todas de difícil conservação, sendo que a maioria dos sítios não dispunham desse tipo de acesso. Recursos do próprio município eram destinados à conservação das existentes e à construção de novas estradas.

Recursos financeiros do município eram empregados, também, na limpeza pública, manutenção e conservação dos prédios e cemitérios públicos da cidade e de Lagoa Salgada.

Em l958, ocorreu uma grande seca e durante a mesma a prefeitura prestou assistência às pessoas mais atingidas.

Terceiro Prefeito Constitucional de Boa Saúde

Mandato: 31.01.1965 a 31.01.1970

Nas eleições municipais realizadas em 24/01/1965, foi eleito pela segunda vez, Prefeito Municipal de Januário Cicco, o Senhor Manoel Teixeira de Souza, tendo como Vice Prefeito o Senhor José Francisco de Oliveira, do Distrito de Córrego de São Mateus, pela Sublegenda 2 da Aliança Renovadora Nacional – ARENA, partido criado após a extinção dos partidos políticos pelo regime militar de 1964. O Ato Institucional Nº 2 (AI –2), de 27/10/1965, ao extinguir todos os partidos políticos, criou apenas dois, limitados em sua organização e no campo das manifestações políticas. A Aliança Renovadora Nacional - ARENA, que reuniu os governistas, e o Movimento Democrático Nacional – MDB, que congregou a oposição.

A solenidade de posse foi realizada no dia 31/01/1965, às l4 horas, na sala das sessões da Câmara Municipal de Januário Cicco, sob a presidência do Vice Prefeito, Senhor José Francisco de Oliveira, e na presença dos vereadores recém empossados. Seguindo-se à cerimônia de compromisso e posse do Prefeito Manoel Teixeira de Souza, foi realizada a transmissão do cargo pelo Senhor Manoel Ribeiro de Andrade.

Compareceram à posse do Prefeito Manoel Teixeira de Souza autoridades e lideranças de Januário Cicco e dos municípios vizinhos, além de numerosa assistência.

No segundo mandato do Senhor Manoel Teixeira de Souza, tiveram continuidade as atividades essenciais nas áreas de saúde e de educação, mantidas com recursos da arrecadação municipal. Naquela época, não existia a municipalização desses serviços, como atualmente, que possibilita a sua implantação e manutenção com o repasse mensal de recursos federais às prefeituras municipais, de acordo com a população.

Foram mantidos os serviços de conservação das estradas municipais e adquirido um novo motor/gerador para o fornecimento de energia na cidade.
Obras realizadas:
- Início da construção de uma escola com duas salas de aula, no Distrito de Córrego de São Mateus.
- Indenização de três casas na Praça Nossa Senhora da Saúde, para abertura da Av. Manoel Joaquim de Souza.
- Implantação da Av. Manoel Joaquim de Souza, numa homenagem a uma das principais lideranças de Boa Saúde na década de 1930. 
- Abertura da Travessa Francisco José da Costa, membro de uma das famílias mais antigas de Boa Saúde, e que exerceu a função de fiscal da arrecadação municipal.
- Colocação de placas com a denominação dos logradouros públicos e numeração dos prédios da cidade. 
- Construção da Praça Nossa Senhora da Saúde e calçamento das ruas ao seu redor.
- Construção de parte do calçamento da Rua Dr. Mário Câmara.
- Construção de parte do calçamento da Rua Adauto Rodrigues da Cunha.
- Aquisição de 01 prédio para sede da Prefeitura Municipal.
- Aquisição do 01 prédio para sede da Câmara Municipal.

Durante a segunda administração do Prefeito Manoel Teixeira de Souza, foi construído o novo prédio do Grupo Escolar Dr. Mário Câmara, localizado na Avenida Manoel Joaquim de Souza, pelo Governo do Estado, sendo Governador o Monsenhor Walfredo Gurgel. Sua inauguração ocorreu em 1968.

Foi implantado o transporte coletivo Januário Cicco/Natal, através do tráfego diário de ônibus da Viação Rio-grandense.

O Senhor Manoel Teixeira de Souza (Nezinho) exerceu duas vezes o cargo de Prefeito Municipal de Januário Cicco:
- Primeiro mandato – 01/02/l955 a 31/01/1960.
- Segundo mandato – 31/01/l965 a 31/01/1970.

O Senhor Manoel Teixeira de Souza era filho de Manoel Joaquim de Souza (Neco de Sinhá) e de Antônia Augusta de Souza. Nasceu no dia 02/04/1915, no Município de Santo Antônio, no Rio Grande do Norte. Foi comerciante em Boa Saúde na década de 1940, e, proprietário rural. Era casado com a Senhora Erotides Lúcio de Souza, tendo fixado residência em Boa Saúde em fevereiro de 1940, onde morou durante 48 anos, até o seu falecimento em 15/11/1988.

Nezinho de Souza, como era conhecido e gostava de ser chamado, foi a principal liderança política de Boa Saúde nas décadas de 1950 e 1960. Além do cargo de Prefeito de Januário Cicco, foi vereador da Câmara Municipal de São José de Mipibu e exerceu a função de Sub-Prefeito do Distrito de Boa Saúde. Tinha um jeito próprio de fazer política, que nos dias atuais contraria todo e qualquer marketing político: não subia em palanque nem fazia discursos; não tinha dia, nem hora, nem lugar determinado para receber e atender a todos. Era uma pessoa do povo e por ele muito estimado.

Página 134 e 138

O texto foi extraído do livro Boa Saúde: Origem e história escrito por José Alai e Maria de Deus. Algumas imagens são dos blogs que José Alai mantinha. O objetivo dessa postagem é tão somente conservar nossa história.

Postar um comentário

 
Top