O Centro Social Izaú Vilela

Além da sindicalização dos trabalhadores rurais, com o objetivo de realizar um trabalho de assistência e promoção social nas cidades e nos sítios, da área de atuação da Paróquia de Serra Caiada, Pe. Vilela incentivou a organização das famílias e dos jovens em grupos ou instituições.

Josefa Nunes de Medeiros
Dona Zefinha Cleodon
No início dos anos 60, em Boa Saúde, naquela época Januário Cicco, foram criados: o Centro Social Izaú Vilela, o Clube de Mães Nossa Senhora da Saúde e a Juventude Agrária Católica -JAC.

O Centro Social era uma espécie de carro chefe de todas as atividades de assistência e de promoção social, que eram realizadas sob a orientação do Serviço de Assistência Rural – SAR, na comunidade: curso de alfabetização de adultos, através das escolas radiofônicas do MEB (Movimento de Educação de Base) e Curso de Madureza Ginasial pelo rádio, ambos transmitidos pela Emissora de Educação Rural; distribuição de roupas e alimentos doados pela CARITAS Arquidiocesana de Natal; promoção de palestras e campanhas educativas; distribuição de filtros ; empréstimo rotativo de sementes, inseticida, instrumentos de trabalho, depósitos para guardar cereais e pequenos animais aos agricultores, além de outras realizações: curso de corte e costura, celebração da páscoa coletiva e comemoração das principais datas festivas: Dia das Mães, São João, Natal e Ano Novo.

O Clube de Mães tinha como presidente a Senhora Maria da Salete de Lima Andrade. Eram realizadas reuniões e palestras educativas, além de doações de roupas para os recém-nascidos, enxovais esses que eram confeccionados pelas próprias gestantes, sob a orientação da Senhora Josefa Nunes de Medeiros, mais conhecida como Dona Zefinha, com tecidos comprados com recursos das mensalidades das sócias.

Padre Vilela
As atividades realizadas pelo centro social eram coordenadas pela Senhora Josefa Nunes de Medeiros, que assumia a função de presidente e contava com uma equipe de colaboradores, da qual fazia parte a Senhora Elvira Pinheiro Galvão. A participação do grupo da JAC nas atividades do centro social reunia um bom número de jovens em Boa Saúde, sob a liderança de José Alaí de Souza, que chegou a ser diretor redator do Correio Rural (jornal editado a nível nacional pela JAC) e Presidente Nacional da JAC, movimento com sede no Rio de Janeiro e atuação em 14 Estados do Brasil, no período de 10/05/1962 a 20/06/1965. José Alaí, em agosto de 1964, representou a JAC do Brasil na V Assembléia Mundial do Movimento Internacional da Juventude Agrária e Rural Católica, realizado em Camerum, na África, com a participação de jovens de 57 países dos cinco continentes.

A atuação de Pe. Vilela como vigário da Paróquia de Serra Caiada não se limitou, apenas, ao trabalho da pastoral. Sua presença foi muito marcante, também, para a formação dos jovens, o treinamento de lideranças e a organização das comunidades.

Página 112

O texto foi extraído do livro Boa Saúde: Origem e história escrito por José Alai e Maria de Deus. Algumas imagens são dos blogs que José Alai mantinha. O objetivo dessa postagem é tão somente conservar nossa história.

Postar um comentário

 
Top